Sistema de videomonitoramento de segurança urbana: Uma solução para os municípios de pequeno e médio portes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/comsus.v7i2.21074

Palavras-chave:

Monitoramento, Estratégia, Gestão Pública, Gestão

Resumo


O presente trabalho teve por objeto apresentar alternativa de sistema de videomonitoramento de segurança, a partir das experiências verificadas em municípios do Estado do Paraná, buscando responder ao problema de pesquisa de como a associação entre videomonitoramento, promoção da sensação de segurança e políticas públicas podem contribuir para a prevenção e combate aos crimes e infrações penais, a partir das experiências no Município de Ubiratã. Foram alcançados os seguintes resultados: a literatura apresenta alguns modelos de associações entre videomonitoramento e sistemas de segurança urbanos adequados para o setor público, entre eles os modelos disponibilizados pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná, através da Polícia Militar e os projetos elaborados pelos voluntários da própria prefeitura. O trabalho levantou resultados econômico-sociais, de promoção da sensação de segurança e de políticas públicas, resultando em aumento da confiança dos empresários locais e da população em geral. Em relação a segurança proporcionada pelo projeto, resultou em ganhos socioeconômicos para a comunidade, bem como se constatou uma experiência exitosa de parceria estratégica público-comunitária, unindo prefeitura, poder judiciário, polícias civil e militar, conselho municipal de segurança e empresários locais, na efetivação de um projeto de interesse de todos, cujo modelo possibilitará a implementação em outros municípios.

Biografia do Autor

Antonio Hideraldo Magron, Universidade do Oeste do Paraná

Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico de Ubiratã PR

Downloads

Publicado

15-07-2020

Como Citar

MAGRON, A. H. Sistema de videomonitoramento de segurança urbana: Uma solução para os municípios de pequeno e médio portes. Revista Competitividade e Sustentabilidade, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 387–398, 2020. DOI: 10.48075/comsus.v7i2.21074. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/comsus/article/view/21074. Acesso em: 28 nov. 2021.