ZONEAMENTO EDAFOCLIMÁTICO PARA A CULTURA DA BANANEIRA NO BRASIL: DIAGNÓSTICO ATUAL E TENDÊNCIAS CLIMÁTICAS FUTURAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/ijerrs.v3i2.26281

Palavras-chave:

mudanças climáticas. Musa spp. GCMs. RCPs.

Resumo


Objetivou-se realizar o zoneamento edafoclimático para a cultura da bananeira no Brasil no cenário atual e em tendências climáticas futuras. O zoneamento atual foi realizado com dados meteorológicos obtidos junto ao INMET referentes a Tar e Panual (1988-2018). O GCM escolhido foi  o BCC-CSM 1.1, correspondendo aos RCPs 4.5 e 8.5 para o período 2041-2060, obtido através da plataforma CHELSA V1.2. Em relação ao solo utilizou-se imagens matriciais nas profundidades de 5-15 cm do SoilGrids. Para a realização dos mapas, utilizou-se o software ArcGis 10.8. Considerou-se áreas favoráveis a cultura da bananeira quando Tar apresentou-se entre 20-29°C, Panual entre 1.200-1.900 mm e %Argsolo entre 30-55%. Realizou-se a síntese das classes edafoclimáticas em: preferencial, recomendável, pouco recomendável e não recomendável. Os resultados demonstraram que não houve mudanças drásticas no total da área, no entanto há uma migração das zonas tropicais para subtropicais e temperadas. As classes edafoclimáticas do cenário atual apresentou valores de 8,4% preferencial, 44,2% recomendável, 47,2% pouco recomendável e 0,2% não recomendável. No cenário 4.5, os valores foram de 15,2% preferencial, 43% recomendável, 37,5% pouco recomendável e 4,3% não recomendável, e no cenário 8.5, valores de 15,9% preferencial, 37,9% recomendável, 38,5% pouco recomendável e 7,7% não recomendável.

Biografia do Autor

Gabriel Henrique de Olanda Souza, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Naviraí, Mato Grosso do Sul, Brasil.

Bacharelando do curso em Agronomia no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Naviraí, Mato Grosso do Sul, Brasil. gabriel.souza4@estudante.ifms.edu.br.

Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Naviraí, Mato Grosso do Sul, Brasil.

Prof. Dr. no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Naviraí, Mato Grosso do Sul, Brasil. lucas.aparecido@ifms.edu.br.

José Reinaldo da Silva Cabral de Moraes, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Jaboticabal, São Paulo, Brasil.

Doutorando do programa de pós graduação em Agronomia (Produção Vegetal) da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Jaboticabal, São Paulo, Brasil. reinaldojmoraes@gmail.com.

Referências

ADEDEJI, O.; OKOCHA, R.; OLATOYE, O. Global Climate Change. Journal of Geoscience and Environment Protection. v. 02, p. 114-122, 2014.

BORGES, A. L.; MESQUITA, A. L. M. Cultivo da Bananeira para o Agropolo Jaguaribe-Apodi, Ceará. Sistemas de Produção Embrapa. 84 p., 2014. Disponível em: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/1006146/1/SPR14001.pdf. Acesso em: 31 jul. 2020.

CASAROLI, D.; ROSA, F. de O.; ALVES JÚNIOR, J.; EVANGELISTA, A. W. P.; BRITO, B. V. de; PENA, D. S. Aptidão edafoclimática para o Mogno-Africano no Brasil. Universidade Federal de Santa Maria. Ciência Florestal, v. 28, n. 1, p. 357, 2018.

CLARK, M; TILMAN, D. Comparative analysis of environmental impacts of agricultural production systems, agricultural input efficiency, and food choice. IOP Publishing. Environmental Research Letters, v. 12, n. 6, p. 16-64, 2017.

DREBENSTEDT, I.; HART, L.; POLL, C.; MARHAN, S.; KANDELER, E.; BÖTTCHER, C.; MEINERS, T.; HARTUNG, J.; HÖGY, P. Do Soil Warming and Changes in Precipitation Patterns Affect Seed Yield and Seed Quality of Field-Grown Winter Oilseed Rape? Agronomy, v. 10, n. 4, p. 520-536, 2020.

EMBRAPA. Produção brasileira de banana. 4 p., 2018. Disponível em: http://www.cnpmf.embrapa.br/Base_de_Dados/index_pdf/dados/brasil/banana/b1_banana.pdf. Acesso em: 24 abr. 2020.

GOMES, N. R.; SANTOS, A. C. A. dos; PEREIRA, S. L.; OLIVEIRA, L. R. de; CARNEIRO, V. A. Zoneamento Edafoclimático da Cultura do Coco. III Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEG. Pirenópolis: UEG. 8 p., 2016.

GONÇALVES, L. M. Desempenho agronômico de cultivares de banana sob diferentes reposições hídricas no cerrado. Dissertação (Mestrado) - Curso de Agronomia, Tecnologias de Irrigação. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano, Ceres. 43 p., 2018.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Divisão Político-Administrativa Brasileira – DPA: áreas territoriais. Portaria nº 177, 2020. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/geociencias/organizacao-do-territorio/estrutura-territorial/15761-areas-dos-municipios.html. Acesso em: 31 jul. 2020.

KAMWORAPAN, S.; SURUSSAVADEE, C. Evaluation of CMIP5 Global Climate Models for Simulating Climatological Temperature and Precipitation for Southeast Asia. Hindawi Limited. Advances In Meteorology, v. 20, p. 1-18, 2019.

KRIGE, D.G. 1951. A statistical approach to some basic mine valuation problemson the Witwatersrand. Journal of the Chemical, Metallurgical and MiningSociety of South Africa, p. 119-139, 1951.

MONTEIRO, J. E. B. Agrometeorologia dos cultivos: o fator meteorológico na produção agrícola. Brasília, DF: INMET, 530 p., 2009.

SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). Banana: a cultura da banana. Coleção SENAR; 148 - Brasília. 2 ed., 116 p., 2011.

MÜLLER, D. H. Características de adubos orgânicos, efeitos no solo e no desempenho da bananeira. Dissertação (Mestrado) - Curso de Agronomia, Agricultura Tropical., Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 85 p., 2012.

RANJITKAR, S.; SUJAKHU, N. M.; MERZ, J.; KINDT, R.; XU, J.; MATIN, M. A.; ALI, M.; ZOMER, R. J. Suitability Analysis and Projected Climate Change Impact on Banana and Coffee Production Zones in Nepal. Plos One, v. 11, n. 9, p. 16-39, 2016.

REAY, D. Climate-Smart Bananas. Climate-Smart Food. Springer International Publishing. p. 81-91, 2019.

SAATH, K. C. de O.; FACHINELLO, A. L. Crescimento da demanda mundial de alimentos e restrições do fator terra no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 56, n. 2, p. 195-212, 2018.

VELAME, D. C. Sistemas de Produção em Bananeiras tipo Prata e Maçã. Dissertação (Mestrado) - Curso de Agronomia, Ciências Agrárias, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 66 p., 2015.

Downloads

Publicado

01-09-2021

Como Citar

DE OLANDA SOUZA, G. H.; DE OLIVEIRA APARECIDO, L. E.; DA SILVA CABRAL DE MORAES, J. R. ZONEAMENTO EDAFOCLIMÁTICO PARA A CULTURA DA BANANEIRA NO BRASIL: DIAGNÓSTICO ATUAL E TENDÊNCIAS CLIMÁTICAS FUTURAS. International Journal of Environmental Resilience Research and Science, [S. l.], v. 3, n. 2, 2021. DOI: 10.48075/ijerrs.v3i2.26281. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/ijerrs/article/view/26281. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Relato de Experiência