RESILIÊNCIA CLIMÁTICA E A QUESTÃO HÍDRICA COMO DESAFIO CONTEMPORÂNEO / CLIMATE RESILIENCE AND THE WATER ISSUI AS A CONTEPORARY CHALLENGE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/ijerrs.v3i1.26444

Palavras-chave:

Água. Desenvolvimento Sustentável. Políticas Públicas.

Resumo


O objetivo deste artigo é realizar uma reflexão sobre os desafios contemporâneos em relação à educação ambiental e a resiliência climática, principalmente valorizando a importância da água e das questões hídricas no contexto social. A questão hídrica vem sendo discutida cada vez mais em âmbito mundial, devido ao mau uso e a ausência de processos de conservação e/ou manutenção. O estudo caracteriza-se como uma pesquisa de revisão bibliográfica, exploratória com carácter qualitativo. Com a pesquisa constatou-se a importância da educação ambiental e ações que visem a proteção da água, associada ao desenvolvimento sustentável, enfatizando a necessidade de equilibrar a relação entre o humano e o meio ambiente e promover a saúde humana, neste sentido, a preservação dos recursos hídricos é fundamental, uma vez que, a água é um elemento imprescindível à vida, assim, pode-se concluir a necessidade de elaborar e executar estratégias em conjunto com todos os países para amenizar o impacto negativo da ausência de educação ambiental e das mudanças climáticas associadas a ela.

Biografia do Autor

Simone Cesario Soares, UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - UNIOESTE

Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Senso em Desenvolvimento Rural Sustentável, pela UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Graduada em Filosofia - habilitação (bacharelado e licenciatura) pela UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Licenciada em Arte, pelo Centro Universitário Claretiano. Pedagoga pelo Centro Universitário FACVEST. Especialista em Língua Espanhola, pela Faculdade de Ciências Aplicadas de Cascavel, UNIPAN. Especialista em Gestão Escolar, pela Universidade da Cidade de São Paulo. Especialista em Arte Educação, pela UNIVALE - Faculdades Integradas do Vale do Ívai. Especialização em- A Moderna Educação: Metodologias, Tendências e Foco no Aluno da PUC/RS. Trabalha com as disciplinas de Filosofia e Arte Ensino Fundamental e Médio na rede Estadual de Educação do Paraná, com vínculo efetivo.

Katiucia de Oliveira Peres, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Ciências Sociais

Elaine de Oliveira Zanini, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Ciências Sociais

Marli Renate von Borstel ROESLER, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Senso em Desenvolvimento Rural Sustentável, pela UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Referências

ACOSTA, A. O bem viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. São Paulo: Elefante. 2015.

ANA - AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Água na Indústria: Uso e coeficientes técnicos, 2017a. Disponível em: Acesso nov. 2020

ANA - AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil, 2017b. Disponível em: <http://www3.snirh.gov.br/portal/snirh/centrais-de--conteudos/conjuntura-dos-recursos-hidricos>. Acesso em nov. 2020

ANA - AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. (2005) Disponibilidade e demandas de recursos hídricos no Brasil. In: ANA. Cadernos de Recursos Hídricos. Volume 2. Brasília: ANA.

BOFF; L. Saber cuidar: ética do humano, compaixão pela terra. Petrópolis (RJ): Vozes; 1999.

BOFF, L. Sustentabilidade: o que é: o que não é. Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portal da Saúde - SISAGUA. Brasília: Ministério da Saúde, 2018.

BRASIL. Lei nº 10.831, de 23 de dezembro de 2003. Dispõe sobre a agricultura orgânica e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2020. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.831.htm>. Acesso em: 22 nov. 2020.

BRASIL. Presidência da República. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Casal Civil, 1988.

DUPAS, G. (2007). O mito do progresso: ou progresso como ideologia. São Paulo, UNESP.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

IBGE- INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estimativas da população do Brasil, 2017. Disponível em < https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/sociais/populacao/ 9103-estimativas-de-populacao.html?&t=downloads> Acesso nov. 2020.

NOSCHANG; P. G. e SCHELEDER; A. F. P. A (In) sustentabilidade Hídrica Global e o Direito Humano à Água. In. Revista Sequência, Florianópolis - SC, n. 79, p. 119-138, ago. 2018.

ONU – Organização das Nações Unidas. Conheça os novos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. 2015. Disponível em: < https://nacoesunidas.org/conheca-os-novos-17-objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel-da-onu/amp/>. Acesso em: 19 nov. 2020.

ONU – Organização das Nações Unidas. A ONU e o meio ambiente. 2020a. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/acao/meio-ambiente/>. Acesso em: 18 nov. 2020.

ONU. Organização das Nações Unidas. Agenda 21. Disponível em: http://www.onu.org.br/rio/20/img/2012/01/agenda21.pdf. Acesso em nov 2020

ONU – Organização das Nações Unidas. Declaração sobre o direito de desenvolvimento. Nova York: 1984.

RIBEIRO, W.C. Geografia politica da água. São Paulo: Annablume, 2008.

SÁ, M. A. de et al. Produtores orgânicos e a sustentabilidade. Rev. Bras. de Agroecologia. 9(2): 84-97 (2014).

SACHS, I. Em busca de novas estratégias de desenvolvimento. ESTUDOS AVANÇADOS 9 (25), 1995.

_______. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Organização: Paula Yone Stroh. Rio de janeiro Garamond. 2009.

SHIVA, V. Guerra por água: Privatização, Poluição e Lucro. São Paulo: Radical Livros, 2006.

SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE SANEAMENTO. Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos (anos-base 2012 a 2018). Brasília: Ministério das Cidades. Disponível em: Acesso em: nov. 2020

TUCKER, C. A. et al. Food Safety Informatics: A Public Health Imperative Online J Public. Health Inform. 2011; 3 (2): ojphi.v3i2.3832. Publicado em 2011 novembro 7. Doi: 10.5210 / ojphi.v3i2.3832. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3615782/>. Acesso em: 20 nov. 2020.

TUNDISI, J.G. Água no século XXI: Enfrentando a escassez. 2ed. São Carlos – SP : RIMa, 2005.

Downloads

Publicado

10-03-2021

Como Citar

SOARES, S. C.; PERES, K. de O.; ZANINI, E. de O.; ROESLER, M. R. von B. RESILIÊNCIA CLIMÁTICA E A QUESTÃO HÍDRICA COMO DESAFIO CONTEMPORÂNEO / CLIMATE RESILIENCE AND THE WATER ISSUI AS A CONTEPORARY CHALLENGE. International Journal of Environmental Resilience Research and Science, [S. l.], v. 3, n. 1, 2021. DOI: 10.48075/ijerrs.v3i1.26444. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/ijerrs/article/view/26444. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos