NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL NA AGRICULTURA FAMILIAR POR MEIO DA METODOLOGIA MADERUS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/ijerrs.v3i2.26483

Palavras-chave:

agricultura familiar, desenvolvimento rural, metodologia MADERUS, indicadores de sustentabilidade

Resumo


Resumo: O artigo tem como objetivo identificar o nível do desenvolvimento rural sustentável de uma propriedade caracterizada como agricultura familiar. Ao deparar com as dimensões econômicas, ambientais e sociais que alicerçam a sustentabilidade, se faz necessário conhecer como se comportam na realidade do pequeno produtor, grande fornecedor de alimentos. O uso de novas metodologias que pontuam minuciosamente as variáveis que indicam pontos críticos pode servir como partida para se planejar metas para manter forças e oportunidades, solucionando as ameaças e fraquezas na luta do agricultor familiar para conduzir sua sustentabilidade. A metodologia utilizada é a MADERUS, foi validada no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável da Unioeste em 2019 por Hein e Silva. Foram analisadas 33 variáveis dentro das dimensões social, ambiental e econômica. A propriedade familiar teve seu cenário rural monitorado pela MADERUS obtendo como resultado o nível de 8,72, na escala entre 0 e 10, o que demonstra alto nível de desenvolvimento rural sustentável, tal resultado é visível na realidade vivida na propriedade. As demais variáveis mostram-se fortes, ressalvado as limitações de qualquer metodologia que sistematize realidades complexas. Sugere-se a MADERUS para monitoramento da sustentabilidade da agricultura familiar, antes e depois de decisões para identificar fragilidades entre as dimensões.

Biografia do Autor

Liliane Dalbello, Unioeste Doutoranda Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável e Professora lotada no departamento de Ciências Sociais Aplicadas, Graduação e Pós Grad. no curso Ciências Contábeis com disciplinas, Trabalho de Conclusão de Curso, orientações de projetos de ensino, pesquisa e extensão.

Referências

REFERÊNCIAS

BOJANIC, A. Agricultura familiar promove desenvolvimento rural sustentável e a Agenda 2030, 2017 Disponível em: https://nacoesunidas.org/artigo-agricultura-familiar-promove-desenvolvimento-rural-sustentavel-e-a-agenda-2030/#:~:text=Com%20melhor%20acesso%20a%20recursos,na%20melhoria%20das%20pr%C3%A1ticas%20produtivas. Acesso em 15 jun 2020

BRUNDTLAND, G. H.. Nosso futuro comum. 2. ed. Rio de Janeiro: FVG, 1991

CAPORAL, F. R. Extensão rural e agroecologia: temas sobre um novo desenvolvimento rural, necessário e possível, Brasília : MDA, 2007. Disponível em: http://www.reformaagrariaemdados.org.br/sites/default/files/Extens%C3%A3o%20Rural%20e%20Agroecologia%20-%20temas%20sobre%20um%20novo%20desenvolvimento%20rural,%20necess%C3%A1rio%20e%20poss%C3%ADvel%20-%20Francisco%20Roberto%20Caporal%20-%20MDA,%202007.pdf .Acesso em 20 jun 2020

CONTERATO, M.A.; SCHNEIDER, S.; WAQUIL, P.D. Estilos de agricultura: uma perspectiva para a análise da diversidade da agricultura familiar. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 31, n. 1, p. 149-186, 2010. Disponível em: https://revistas.fee.tche.br/index.php/ensaios/article/view/2240. Acesso em 12 jun 2020

COSTA, P.F. Agricultura familiar e sustentabilidade. Departamento de Ciências Econômicas Universidade Estadual do Centro Oeste. UNICENTRO, 2016. Disponível em https://publicacresol.cresolinstituto.org.br/upload/pesquisa/251.pdf. Acesso em 15 jun 2020

GERRA, A. FAO/ONU lança tema ‘A década da agricultura familiar’. 2019. Disponível em https://fpab.ramo.org.br/2019/06/05/fao-onu-lanca-tema-a-decada-da-agricultura-familiar/ Acesso 18 jun 2020

GIL, A.C. Como Elaborar projetos de pesquisa. 5 ed. São Paulo : Atlas, 2010

HEIN, A. F. MADERUS: Uma metodologia para avaliação do desenvolvimento rural sustentável na agricultura familiar. Tese (Doutorado) em Desenvolvimento Rural Sustentável. Orientador: Nardel Luiz Soares da Silva. Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2019.

KAGEYAMA, A. A. Desenvolvimento rural: conceitos e aplicação ao caso brasileiro.

Porto Alegre: Editora UFRGS, 2008

KRAMA, Márcia Regina. Análise dos indicadores de desenvolvimento sustentável no Brasil, usando a ferramenta painel de sustentabilidade. Dissertação (Mestrado). Engenharia de Produção e Sistemas. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção e Sistemas, do Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2009.

BELLEN, H. M.V. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Capítulo 8. Disponível em: http://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/agenda-21/agenda-21-global/item/640.html. Acesso em: 16 de Jun.2020.

RICHARDSON, J.R. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SACHS, I. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2002.

SCHNEIDER, S.; NIEDERLE, P. A. Agricultura familiar e teoria social: a diversidade das formas familiares de produção na agricultura. In: FALEIRO, F. G.; FARIAS NETO, A. L. (Ed.). Savanas: desafios e estratégias para o equilíbrio entre sociedade, agronegócio e recursos naturais. Planaltina-DF, Embrapa Cerrados: 2008. p. 989-1014. Disponível em: http://www.ufrgs.br/pgdr/publicacoes/producaotextual/sergio-schneider/schneider-s-e-niederle-p-a-agricultura-familiar-e-teoria-social-a-diversidade-das-formas-familiares-de-producao-na-agricultura-in-faleiro-f-g-e-farias-neto-a-l-ed-savanas-desafios-e-estrategias-para-o-equilibrio-entre-sociedade-agronegocio-e-recursos-1 .Acesso em: 19 jun 2020

SCHNEIDER, S. A presença e as potencialidades da agricultura familiar na América Latina e no Caribe. Redes, Santa Cruz do Sul, v. 21, n. 3, p. 11–33, 2016. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/redes/article/view/8390. Acesso em: 25 jul. 2020

SILVA, N. L. S. Estudo da sustentabilidade e de indicadores de desenvolvimento rural. Tese (Doutorado em Agronomia). Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2007

STOFFEL, J.A.; COLOGNESE, S.A.; SILVA, R.N.B. A sustentabilidade na agricultura familiar e as formas de organização produtivas em contextos locais. Tese (Doutorado) do primeiro autor. Construção e avaliação de indicadores de sustentabilidade para a agricultura familiar: uma análise multidimensional, 2014. Disponível em:

https://www.google.com/search?q=A+Sustentabilidade+na+Agricultura+Familiar+e+as+Formas+de+Organiza%C3%A7%C3%A3o+Produtivas+em+Contextos+Locais&rlz=1C1CHBD_pt-PTBR882BR882&oq=A+Sustentabilidade+na+Agricultura+Familiar+e+as+Formas+de+Organiza%C3%A7%C3%A3o+Produtivas+em+Contextos+Locais&aqs=chrome..69i57.536j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8. Acesso em 19 jun 2020

VEIGA, J. E. Agricultura familiar e sustentabilidade. Cadernos de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, v. 13, n. 3, p. 383-404, set./dez. 1996. Disponível em: https://seer.sct.embrapa.br/index.php/cct/article/view/9009. Acesso 12 jun 2020

VERGARA, S.C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 1997

WANDERLEY, M.N. B. O mundo rural como um espaço de vida: reflexões sobre a propriedade da terra, agricultura familiar e ruralidade. UFRGS, 2009

Downloads

Publicado

01-09-2021

Como Citar

DALBELLO, L.; BRENZAN, C. K. M.; XAVIER, M. P.; DE OLIVEIRA, J. V. A.; ZONIN, W. J. NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL NA AGRICULTURA FAMILIAR POR MEIO DA METODOLOGIA MADERUS. International Journal of Environmental Resilience Research and Science, [S. l.], v. 3, n. 2, 2021. DOI: 10.48075/ijerrs.v3i2.26483. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/ijerrs/article/view/26483. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos